REFLETINDO SOBRE AS MINHAS PERDAS…

Então ela, com muito esforço, com o corpo desfalecido e cheia de dor, olhou para mim pela última vez, segurou minhas mãos, deu um último suspiro e partiu para a eternidade…

E eu, sozinho como nunca, senti o peso pesado das minhas enormes perdas!

Senti que tinha perdido minha doce namorada que compartilhou comigo uma vida toda de imensa ternura e emoção.

Senti que tinha perdido minha amada amante que me elevou ao paraíso com inumeráveis e sublimes momentos de muito amor, prazer e doação.

Senti que tinha perdido a pessoa amada que cuidava de mim e de tudo que fazia parte da minha vida, sempre pronta a se doar e sem nada querer em troca.

Senti que tinha perdido a minha maior e melhor amiga, sempre pronta para me ouvir e me apoiar nos momentos mais difíceis da minha vida.

Senti que tinha perdido a minha companheira de lutas, sempre firme e ao meu lado em busca do bem estar da nossa família.

Senti que tinha perdido a mãe das minhas filhas, que sempre as criou e educou com imenso carinho e dedicação.

Enfim, Senti que tinha perdido o maior, o mais valioso e o mais lindo de todos os presentes que Deus tinha me dado!

Então, entre lágrimas e dor, caminhando sem rumo entre ruas, estradas e caminhos, eu comecei a sentir que, apesar das perdas, eu também tinha ganhado, com a Graça Divina, uma quantidade enorme de coisas que ela tinha me deixado e que possuía um valor incomensurável!

Comecei a sentir que tinha ganhado três filhas maravilhosas, cabeças-feitas, frutos do nosso amor, que não me deixavam sozinho e cuidavam de mim de maneira carinhosa e incansável!   

Comecei a sentir que tinha ganhado dois grandes genros que se transformaram em verdadeiros filhos, postando-se ao meu lado com seus ombros amigos nos momentos de dor!

Comecei a sentir que tinha ganhado uma netinha linda, um anjinho doce e meigo que tinha vindo do céu para amenizar as dores e alegrar minha vidas.

Comecei a sentir que tinha ganhado uma sogra que não era sogra, mas um mãe amorosa que afagava meus cabelos com carinho nos momentos de choro.

Comecei a sentir que tinha ganhado uma família acolhedora, com irmãos que compartilhavam comigo a todo instante a minha dor, rezando ao Pai dos Céus para me dar forças e me dando todo o apoio que precisava.

Comecei a sentir que tinha ganhado grandes e inesquecíveis amigos que se transformaram em verdadeiros irmãos, me acolhendo, me dando um abraço gostoso e enxugando minhas lágrimas.

Comecei a sentir que tinha ganhado a oportunidade de aprender com a minha esposa e com seu sorriso irradiante que a vida, apesar de tudo, é bonita, é bonita e é bonita e pode ser bem melhor e será!

Comecei a sentir que tinha ganhado uma vida inteira ao lado dela, com momentos inesquecíveis, maravilhosos, de muito amor, muita espiritualidade, muita paz e muita alegria que ficariam eternamente gravados no meu coração e na minha memória e nunca iriam se apagar!

Comecei a sentir que junto dela tinha ganhado, apesar da dor, uma fé inabalável em Deus que, na sua imensa Sabedoria, sabe o que é melhor para nós seus filhos e nunca iria me desamparar.

Enfim, comecei a sentir que, depois de tanta tribulação, ela estava em paz, infinitamente feliz junto do Pai Eterno, cuidando de nós em outra dimensão.  

E assim, eu vou sentindo e aprendendo que a vida é trem bala parceiro e, como um velho boiadeiro tocando a boiada, com força e com fé, eu vou tocando em frente, andando devagar por que já tive pressa e já sofri demais. Vou aprendendo quetodo mundo ama, que um dia todo mundo chora e que um dia a gente chega e no outro vai embora! …

E assim, levo para sempre comigo, como um mantra, a beleza celestial do sorriso e dos exemplos dela, tentando aprender a me sentir a cada dia mais forte e mais feliz, como ela sempre me quis!

ATENDIMENTO AO CLIENTE

COACHING EM DESTAQUE!

Cesarius Dica Cultural

A JORNADA DO CLIENTE

“Clientes podem demitir todos de uma empresa, do alto executivo para baixo, simplesmente gastando seu dinheiro em algum outro lugar”. (Sam Walton – Fundador da Walmart)

Responda com sinceridade: qual o seu sentimento com relação ao atendimento que foi prestado a você quando precisou de um produto ou serviço, de uma forma geral, nos últimos tempos: satisfação, indiferença, tristeza ou raiva?

Estudos desenvolvidos pelo Professor Roberto Madruga, autor do livro Gestão do Relacionamento e Customer Experience junto a milhares de clientes, chegou a uma conclusão alarmante: 90% dos clientes afirmam que o sentimento foi de indiferença (50%), tristeza (20%) ou raiva (20%). Somente 10% afirmam que se sentiram satisfeitos!

Na verdade, no dia a dia, todos nós já vivemos ou ouvimos diversos relatos de experiências negativas e desgastantes com relação a atendimento, algumas delas tão absurdas que são até difíceis de acreditar. Os bancos de dados dos PROCON’s estão aí para demonstrar.

Na maioria das vezes, os atendimentos são frios, robotizados, sem nenhuma expressão de satisfação ou receptividade por parte de quem atende ou até mesmo grosseiros, dando a impressão que o coitado do cliente está importunando a paz de quem está trabalhando. Além disso, depois de vendido o produto ou serviço, a relação com o cliente é muito deficiente ou, em alguns casos, radicalmente cortada. Quando surge qualquer necessidade de esclarecimento, dificuldade com o produto ou serviço ou monitoramento, os clientes passam por um verdadeiro calvário. Ele que se vire para resolver o problema.

Recentemente, tive a oportunidade de ouvir um desses casos lamentáveis narrado por uma comerciante, pessoa próxima do meu relacionamento. Em seu relato, me contou que utiliza os serviços do PagSeguro e no ato do recebimento pela venda de um produto, ao passar o cartão, a famosa maquininha deu um pane e desligou. Na sequência, ela religou o equipamento e procedeu novamente à cobrança, concluindo então o processo. O problema é que quando foi conferir, observou que o valor cobrado não tinha caído na sua conta. Ela, então, entrou em contato com a pessoa responsável pela compra, que apresentou para ela um extrato bancário, demonstrando que o dinheiro tinha saído da conta dela. Diante de tal ocorrência, ela fez contato com o PagSeguro em busca de solução para o problema. Depois de inúmeras e custosas ligações telefônicas, pulando de número em número, de atendentes a atendentes e apresentando os comprovantes necessários, infelizmente, a instituição, simplesmente se negou a resolver o problema. Sem outro recurso, ela teve que procurar o PROCON e, entre protocolos, telefonemas e reuniões está aguardando pacientemente a solução para o imbróglio. O mais interessante é que o valor envolvido é relativamente baixo! Se realmente houvesse respeito e preocupação com ela, enquanto cliente, por parte da instituição envolvida, com certeza, a solução seria encontrada rapidamente e de maneira satisfatória! No entanto, o resultado está sendo um sentimento de raiva, tristeza, perda de tempo e de um cliente, por que ela já está buscando outra instituição para seu processo de pagamento.

Tendo em vista esses e outros inúmeros problemas, o renomado Professor Madruga criou o conceito de Jornada do Cliente. Esse conceito abrange todo o fluxo do processo, desde a fase em que o cliente identifica a necessidade de um produto ou serviço, passando pelo primeiro contato, pelos processos de busca de informação, avaliação e comparação, fechamento da compra e, assertivamente, o de pós-venda, o que não aconteceu no triste caso relatado anteriormente.

A abordagem de Jornada do Cliente baseia-se no fato de que não são apenas as características intrínsecas de um produto ou serviço que determinam a sua compra e o seu sucesso. O consumidor moderno está em busca de uma experiência de encantamento, que vá além da solução material oferecida, que vá além de uma simples “moderninha” como o caso citado acima, estabelecendo um canal de contato onde, em tempo real, o cliente é tratado com total atenção, respeito e eficácia desde o início do processo de atendimento à sua demanda, seguindo indefinidamente por toda a sua jornada, gerando um círculo virtuoso onde, no final, todos saem ganhando. Infelizmente, pelo visto, ainda temos muito a evoluir nesse sentido!

Se você quiser se aprofundar no assunto, faça contato conosco. A Cesarius Gestão de Pessoas é especialista no assunto!

(Artigo divulgado no site da Agência Primaz de Comunicação https://www.agenciaprimaz.com.br/2021/05/05/a-jornada-do-cliente/ em 05/05/21)    

LANÇAMENTO LIVRO “CARTAS DA ALINE”

Live: lançamento do livro “Cartas da Aline”
Terça-feira, 4 de maio · 20:00 até 21:00
Informações de participação do Google Meet
Link da videochamada: https://meet.google.com/jbi-phih-deo

COACH E GESTÃO DE CARREIRA EM TEMPOS DE CRISE

Link para acesso https://www.youtube.com/watch?v=tcfN30SHrcI&fbclid=IwAR2RzLICEQwmV4HSEG984XdsMXApo1DkzZs4nvj_JUmCziI8F2MRG4VWZ90

Cesarius Dica Cultural

ATENDIMENTO AO CLIENTE

ESPIRITUALIDADE EM TEMPO DE CRISE

“Descobrimos nossa espiritualidade quando despertamos para a finitude da vida. Por isso velórios nos fazem tombar no silencio”. (Augusto Cury)

No meio desses momentos turbulentos em que estamos vivendo nos últimos tempos com a Pandemia do COVD19, a reflexão sobre a espiritualidade e de como efetivamente colocá-la em prática tornou-se um imperativo para todos nós seres humanos, em busca de possíveis respostas para todos esses acontecimentos.

O número de mortes no mundo já ultrapassou a casa dos 3 milhões e, o pior de tudo, não dá sinais de diminuir. Profissionais da área de saúde, artistas, cantores, políticos, empresários e cidadãos comuns, representantes de todas as classes sociais, cores, raça, sexo ou poder aquisitivo tem sua vida ceifada pelo vírus, expondo de forma cruel a fragilidade do ser humano.  Se não tomarmos cuidado, vamos cair para a zona preta! Para agravar ainda mais a situação, nos meios políticos e governamentais, surgem acusações mútuas, discutindo se houve ou não omissão na condução do problema por parte do governo e irregularidades, fraudes e superfaturamentos em contratos e serviços feitos com os recursos originados da União para tratamento da doença. Em vez de união e sinergia com foco no combate ao terrível inimigo comum, temos bate-boca e agressões, a ponto de ser necessário a criação de uma CPI no Congresso Nacional para apurar os fatos! É realmente uma grande lástima! Haja paciência e espiritualidade para conviver com tudo isso!

Vejamos então o que é espiritualidade e como ela pode nos ajudar no meio dessa confusão.

A espiritualidade pode ser definida como uma propensão humana a buscar significado para a vida por meio de conceitos que transcendem o tangível, à procura de um sentido de conexão com um Ser infinitamente maior que nós mesmos, que pode ser chamado de Deus, Alá, Javé, Jeová, Elohim ou outra denominação, de acordo com a religião ou crença de cada um. Essa conexão com esse Ser Maior implica em acreditar que somos todos filhos de um mesmo Pai, que estamos no mesmo barco e que o sentido da vida está em procurarmos ser cada dia melhores, amando-nos uns aos outros e convivendo em um clima de fraternidade, respeito, paz e harmonia.

Diferentemente do que muitos pensam, espiritualidade é diferente de religiosidade, embora esses conceitos não sejam excludentes. Religiosidade representa as formas que o ser humano utiliza para expressar sua fé e manter contato com a divindade, através de cultos, rituais, orações ou rezas. Estudos indicam que atualmente existem mais de 10 mil religiões no mundo, portanto, podemos perceber claramente que as enormes dificuldades que estamos enfrentando não acontecem por falta de religião! …

Existem pessoas que são extremamente espiritualizadas, mas não seguem nenhuma religião. Da mesma forma, existem pessoas que são extremamente religiosas, mas não possuem espiritualidade! Elas simplesmente não conseguem estabelecer um vínculo entre as práticas religiosas e a vida no dia a dia, com um sentido verdadeiramente espiritualizado. Frequentam assiduamente as missas, os cultos ou qualquer outro tipo de evento religioso mas cultuam um falso deus, um deus fajuto e tão logo saem do templo tomam atitudes que contradizem frontalmente os preceitos espiritualizados. É aqui possivelmente esteja o nosso grande e maior problema: talvez estejamos precisando de menos religiosidade e mais espiritualidade! E o que fazer para aumentar a nossa espiritualidade?

Na sua essência e em primeiro lugar, é preciso entender Deus como um Pai de bondade que está sempre junto de nós, por mais difícil que seja a situação! Afastar a ideia de que Ele é um Ser distante que está sentado em um trono lá no alto dos céus, assistindo às nossas lutas e desgraças impassivelmente. O próprio Cristo, o Filho de Deus Vivo disse em uma das suas últimas mensagens para os apóstolos: “Eu estarei convosco até a consumação dos séculos” (Mt 28:20), portanto devemos acreditar que não estamos sozinhos e que “tudo posso naquele que me fortalece” (Fl 4:13).

Pratique diariamente a oração e a meditação. Orar é conversar com Deus, meditar é ouvir a voz de Deus. A duas práticas juntas formam uma poderosa ferramenta para o enfrentamento das dificuldades do dia a dia. Oração, meditação e fé são três fatores primordiais para a construção de uma vida vitoriosa! Para aqueles que pretendem aprender como meditar, o Youtube disponibiliza diversas formas de meditação guiada, tais como a Poetoterapia de Lázaro Ramon e a Quinta Dimensão de Audrey Klay, entre outros. 

Invista no seu autoconhecimento! Quais são suas forças e suas fraquezas? Em que aspectos você precisa, pode e deve melhorar? O bom guerreiro é aquele que conhece as armas que possui para realizar um bom combate. Paralelamente a isso, defina com clareza seu propósito de vida e estampe isso de forma visível, em um local onde você possa internalizá-lo no seu dia a dia! Afinal o que você veio fazer aqui nesse mundão de Deus? Caiu de paraquedas e não sabe para onde vai, acreditando no “deixa a vida me levar, vida leva eu” ou “no quem sabe faz a hora, não espera acontecer”, traçando o seu próprio caminho, com a ajuda do Ser Superior? A Metodologia Coach pode ajudá-lo fortemente nesse sentido.

Pense positivamente, afaste os pensamentos negativos! Como dizia Henry Ford, “se você acredita que você pode, você pode! Se você acredita que não pode, você também tem razão”!  Com certeza, se você pensar positivamente, a natureza irá conspirar a seu favor, já diziam os princípios do famoso bestseller “O Segredo” de Rhonda Byrne. 

Finalmente, buscando ainda auxílio nas práticas do Ho’oponopono, uma doutrina havaiana de libertação, aprenda a repetir sempre que necessário o mantra “eu sinto muito, me perdoe, eu te amo e sou grato” no seu relacionamento com as pessoas.

Se você quiser se aprofundar no assunto faça contato conosco! A Cesarius Gestão de Pessoas disponibiliza cursos e palestras para eventos institucionais a respeito do assunto.

Cesarius Dica Cultural