REFLETINDO SOBRE AS MINHAS PERDAS…

Então ela, com muito esforço, com o corpo desfalecido e cheia de dor, olhou para mim pela última vez, segurou minhas mãos, deu um último suspiro e partiu para a eternidade…

E eu, sozinho como nunca, senti o peso pesado das minhas enormes perdas!

Senti que tinha perdido minha doce namorada que compartilhou comigo uma vida toda de imensa ternura e emoção.

Senti que tinha perdido minha amada amante que me elevou ao paraíso com inumeráveis e sublimes momentos de muito amor, prazer e doação.

Senti que tinha perdido a pessoa amada que cuidava de mim e de tudo que fazia parte da minha vida, sempre pronta a se doar e sem nada querer em troca.

Senti que tinha perdido a minha maior e melhor amiga, sempre pronta para me ouvir e me apoiar nos momentos mais difíceis da minha vida.

Senti que tinha perdido a minha companheira de lutas, sempre firme e ao meu lado em busca do bem estar da nossa família.

Senti que tinha perdido a mãe das minhas filhas, que sempre as criou e educou com imenso carinho e dedicação.

Enfim, Senti que tinha perdido o maior, o mais valioso e o mais lindo de todos os presentes que Deus tinha me dado!

Então, entre lágrimas e dor, caminhando sem rumo entre ruas, estradas e caminhos, eu comecei a sentir que, apesar das perdas, eu também tinha ganhado, com a Graça Divina, uma quantidade enorme de coisas que ela tinha me deixado e que possuía um valor incomensurável!

Comecei a sentir que tinha ganhado três filhas maravilhosas, cabeças-feitas, frutos do nosso amor, que não me deixavam sozinho e cuidavam de mim de maneira carinhosa e incansável!   

Comecei a sentir que tinha ganhado dois grandes genros que se transformaram em verdadeiros filhos, postando-se ao meu lado com seus ombros amigos nos momentos de dor!

Comecei a sentir que tinha ganhado uma netinha linda, um anjinho doce e meigo que tinha vindo do céu para amenizar as dores e alegrar minha vidas.

Comecei a sentir que tinha ganhado uma sogra que não era sogra, mas um mãe amorosa que afagava meus cabelos com carinho nos momentos de choro.

Comecei a sentir que tinha ganhado uma família acolhedora, com irmãos que compartilhavam comigo a todo instante a minha dor, rezando ao Pai dos Céus para me dar forças e me dando todo o apoio que precisava.

Comecei a sentir que tinha ganhado grandes e inesquecíveis amigos que se transformaram em verdadeiros irmãos, me acolhendo, me dando um abraço gostoso e enxugando minhas lágrimas.

Comecei a sentir que tinha ganhado a oportunidade de aprender com a minha esposa e com seu sorriso irradiante que a vida, apesar de tudo, é bonita, é bonita e é bonita e pode ser bem melhor e será!

Comecei a sentir que tinha ganhado uma vida inteira ao lado dela, com momentos inesquecíveis, maravilhosos, de muito amor, muita espiritualidade, muita paz e muita alegria que ficariam eternamente gravados no meu coração e na minha memória e nunca iriam se apagar!

Comecei a sentir que junto dela tinha ganhado, apesar da dor, uma fé inabalável em Deus que, na sua imensa Sabedoria, sabe o que é melhor para nós seus filhos e nunca iria me desamparar.

Enfim, comecei a sentir que, depois de tanta tribulação, ela estava em paz, infinitamente feliz junto do Pai Eterno, cuidando de nós em outra dimensão.  

E assim, eu vou sentindo e aprendendo que a vida é trem bala parceiro e, como um velho boiadeiro tocando a boiada, com força e com fé, eu vou tocando em frente, andando devagar por que já tive pressa e já sofri demais. Vou aprendendo quetodo mundo ama, que um dia todo mundo chora e que um dia a gente chega e no outro vai embora! …

E assim, levo para sempre comigo, como um mantra, a beleza celestial do sorriso e dos exemplos dela, tentando aprender a me sentir a cada dia mais forte e mais feliz, como ela sempre me quis!

Cesarius Dica Cultural

Sonhos, Objetivos e Metas

“Sonho que se sonha só, é só um sonho que se sonha só, mas sonho que se sonha junto não é sonho, é realidade” (Raul Seixas)

Você possui sonhos? Já refletiu sobre eles e como poderá transformá-los em realidade?

É certo que, de uma forma geral, todo ser humano possui seus sonhos, não aqueles sonhos inconscientes que temos enquanto dormimos, mas aqueles que criamos na nossa mente enquanto acordados, sem qualquer tipo de restrição ou censura.

Existem inumeráveis tipos de sonhos que passam pela cabeça das pessoas: formar-se, casar-se e constituir família, comprar a casa própria, tornar-se um profissional de sucesso, virar milionário, fazer uma viagem ao exterior, comprar um carro zero, conseguir um bom emprego, ser um escritor famoso, aposentar-se e fazer o que gosta etc., etc. É sempre bom ter um estoque de sonhos para nos ajudar a seguir em frente na nossa jornada. Felizes aqueles que possuem muitos sonhos e os conseguem realizar! As pessoas que não possuem sonhos certamente têm algum forte problema de origem motivacional e existencial. Como dizia o grande psiquiatra, professor e escritor Augusto Cury, “a vida sem sonhos é uma manhã sem orvalhos, uma xícara sem café, um céu sem estrelas, um oceano sem ondas, uma vida sem aventuras, uma existência sem sentidos”.

O problema é quando o indivíduo só vive de sonhos e não consegue realizá-los! Como dizia Alphonsus de Guimaraens no Hino de Mariana: “Entre os coros das litanias, que vêm do céu, na asa do luar, vivo de mortas alegrias, sempre a sonhar, sempre a sonhar”! Vivem sempre a sonhar, com a cabeça nas nuvens sem os pés no chão, esperando em berço esplêndido que Deus ou um ser de outro planeta os tornem realidade. Pessoas assim, normalmente são amargas e frustradas e dificilmente conseguem se auto realizar! Transformar sonhos em objetivos e objetivos em metas deve ser o caminho a ser seguido por quem quer ver seus sonhos concretamente se transformarem em realidade.

Traçar metas específicas, mensuráveis, atingíveis, relevantes e temporais (Metas SMART), descrevendo-as e colocando-as em um local visível para que possam sempre ser mentalizadas e lutar arduamente com força, obstinação e coragem para alcançá-las é uma estratégia que comprovadamente dá resultado.

O Professor Lair Ribeiro conta que em 1953 foi desenvolvido um estudo na Universidade de Harvard entrevistando todos os formandos, procurando saber o que eles queriam ser depois de cinco, dez ou quinze anos de formados. A maioria não tinha nem ideia, uma pequena minoria de 3% tinha isso por escrito. Vinte anos depois, eles entrevistaram esses mesmos estudantes e descobriram que aqueles 3% que tinham suas metas por escrito e lutaram arduamente por elas, valiam mais financeiramente que os 97% restantes e, além do mais, tinham melhor vida familiar, menor índice de hospitalização, maior sucesso etc., etc. Através de estudos, concluíram também que o sucesso dessa minoria não tinha nenhuma relação com cor, raça, origem familiar, condição financeira ou fator semelhante; o único diferencial de fato era que eles tinham suas metas por escrito e arregaçavam as mangas para torná-las realidade!

Então, o que você tem feito com seus sonhos? Quer transformá-los em realidade? Já dizia Albert Einstein: “Insanidade é querer obter resultado diferente, fazendo do mesmo jeito”! Portanto, parta para a luta! Vá em frente!

Se você quiser se aprofundar nesse tema, faça contato conosco! A Cesarius é especialista no assunto!  

(Artigo publicado na página da Agência Primaz de Mariana em 21/10/2021) https://www.agenciaprimaz.com.br/2021/10/20/sonhos-objetivos-e-metas/

“Gestão e Cidadania” – Lançamento

“Gestão e Cidadania – Temas para Reflexões”, mais uma obra literária de minha autoria! Um compêndio com reflexões provocativas sobre temas importantes e atuais! Aguardem lançamento em breve!

CURSOS CESARIUS

Cesarius Dica cultural

Cesarius Dica Cultural

RELACIONAMENTO INTERPESSOAL NO TRABALHO

“O verdadeiro líder age de forma respeitosa, atenta e participativa junto aos seus liderados, identificando na raiz os problemas de relacionamento insurgentes e tomando as devidas medidas preventivas para que eles sejam resolvidos”. (Vasconcelos 2021)

Recentemente, foi divulgada na mídia uma notícia altamente dramática: um Porteiro do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – MAPA de Belo Horizonte, no Bairro Cidade Jardim, matou a tiros a colega de trabalho, uma Vigilante de 46 anos de idade.

Segundo informações, o Porteiro entrou no vestiário, começou a agredir fisicamente a colega, pegou a arma que ela usava para trabalhar e atirou três vezes contra ela, que veio a óbitos logo em seguida. Testemunhas disseram que o Porteiro já vinha há algum tempo insatisfeito com trabalho e envolvido em um forte conflito com a colega. A causa do crime foi identificada como problemas de relacionamento interpessoal no trabalho.

Casos extremos como esse não são raros no ambiente de trabalho. A mídia divulga com frequência ocorrências como essa.

Em agosto de 2021, no Bairro Jardim Industrial, em Contagem, um Serralheiro esfaqueou e matou a o colega de trabalho por que tinham se desentendido sobre o a maneira que utilizavam para desenvolver o trabalho.

 Em julho do mesmo ano, no Bairro Industrial Paulo Camilo, em Betim, um trabalhador atingiu fortemente, também com facadas, um colega de trabalho por que se desentenderam no vestiário.

 Em agosto de 2020, uma mulher matou a colega de trabalho a golpes de tesouradas na loja em que as duas trabalhavam, no centro de Belo Horizonte, por desentendimentos durante o horário de trabalho.

Embora a grande maioria dos gestores não deem a devida atenção a esse aspecto, relacionamento interpessoal no trabalho é um tema de extrema importância dentro das organizações. Desmotivação, estresse, faltas, atrasos, mal atendimento, baixa produtividade e consequente queda de lucratividade e, em casos extremos como o citado acima, perdas fatais são a consequência de um ambiente corrosivo onde falta respeito, diálogo e espírito de equipe.     

Infelizmente, muitas outras ocorrências traumáticas similares às citadas acima estão acontecendo por aí e o interessante de se observar é que elas não acontecem subitamente, sem dar nenhum sinal. O ambiente de trabalho é um forte propulsor e as lideranças tem um papel fundamental nesse sentido. Os problemas, normalmente, começam com pequenas discussões e rixas, evoluem para agressões verbais, físicas e, infelizmente, desfechos traumáticos como os ocorridos. Lideranças diferenciadas atuam de forma proativa, já no processo de recrutamento e seleção, zelando pela contratação de profissionais competentes e equilibrados. Agem de forma respeitosa, atenta e participativa junto aos seus liderados, identificando na raiz os problemas de relacionamento insurgentes e tomando as devidas medidas preventivas para que eles sejam resolvidos.

Durante nossa vida profissional, passamos a maior parte do tempo no ambiente de trabalho, às vezes 12 ou até 14 horas diárias, quando não mais. Se esses momentos são momentos conflituosos e desgastantes, estamos desperdiçando a maior parte da nossa vida e as consequências podem ser desastrosas. Investir em um ambiente saudável de trabalho é sinal de sabedoria!

Quem tem ouvidos que ouça!

Se você quiser se aprofundar no assunto, faça contato conosco! A Cesarius é especialista no assunto!

(Artigo publicado na página da Agência Primaz de Comunicação em 06/10/21)

RELACIONAMENTO INTERPESSOAL NO TRABALHO

CESARIUS DICA CULTURAL

COMPETÊNCIA