Posts Tagged ‘ Corrupção ’

FUNDAMENTALISMO DE EXTREMA DIREITA

bolsonaroJá tive oportunidade de discorrer sobre este assunto em outras ocasiões, mas nunca é demais insistir. Nos últimos tempos, tenho ouvido diversos comentários de alguns “xiitas” e jovens menos avisados, defendendo a candidatura do Deputado fundamentalista de extrema direita Jair Bolsonaro para a Presidência da República .  É fato que, infelizmente, a nossa classe política caiu em um profundo descrédito, em função da corrupção que tomou conta dos meios parlamentares, mas isto não pode e não deve, de forma alguma, ser tomado como pretexto para soluções precipitadas e absurdas, com risco de voltarmos aos tempos de chumbo da ditadura. Os fantasmas do Jornalista Vladmir Herzog, enforcado em uma cela do DOI-CODI e do desaparecido Deputado Rubens Paiva, abduzido subitamente pelos milicos durante um jantar em família no Rio de Janeiro, entre muitos outros, estão aí para nos lembrar dos perigos de um governo totalitário. Uma vez assumido o poder, salve-se sem puder! Os primeiros a serem pendurados no pau-de-arara ou desaparecerem sumariamente do pedaço serão os mesmos que hoje defendem de cara limpa a chegada dos militares ao poder, entre eles, alguns jovens inconformados com o sistema atual.

Infelizmente, tenho observado que muita gente boa vem sendo enganada pelo discurso extremista do citado parlamentar, sub-repticiamente travestido de defensor da integridade e dos elevados valores familiares. No entanto, suas suas idéias absurdas e atitudes extremadas despontam de forma contundente; é só parar um pouco e observar. Vejamos algumas amostras que merecem todo nosso repúdio e descarte:

“Pinochet deveria ter matado mais gente!” (Revista veja, 1998).

‘Eu defendo a tortura. Um traficante que age nas ruas contra nossos filhos tem que ser colocado no pau-de-arara imediatamente. Não tem direitos humanos nesse caso. É pau-de-arara, porrada. Para sequestrador, a mesma coisa. O cara tem que ser arrebentado para abrir o bico” . (Defendendo a tortura e o pau-de-arara da época da Ditadura Militar, 2000).

“Não vou combater nem discriminar, mas se eu vir dois homens se beijando na rua, vou bater” (Após caçoar de FHC sobre este segurar uma bandeira com as cores do arco-íris, 2002)

“Seria incapaz de amar um filho homosssexual. Prefiro que um filho morra num acidente do que pareça com um bigodudo por aí” (Revista Playboy, 2011).”

“Eu não corro esse risco, meus filhos são bem educados” (Em conversa com Preta Gil, quando questionado sobre o que faria se seus filhos se relacionassem com uma mulher negra ou com homossexuais, 2011).

“Parlamentar não deve andar de ônibus”. (Jornal  “O Dia”, 2013).

“Não te estupro por que você não merece”.  (Em discussão com a Deputada Federal Maria do Rosário, 2014)

“Você é uma idiota. Você é uma analfabeta. Está censurada!”  (Declaração irritada ao ser entrevistado pela repórter Manuela Borges, da Rede TV, 2014).

“Mulher deve ganhar salário menor por que engravida.  Quando ela voltar da licença-maternidade, vai ter mais um mês de férias, ou seja, trabalhou cinco meses em um ano”. (Jornal “Zero Hora, 2015).

“O erro da ditadura foi torturar e não matar”. (Programa Pânico na TV, julho de 2016).

“A PM devia ter matado 1.000 e não 111 presos. onde é que isso esta errado? Foram 111 lixos mortos que estavam cumprindo pena por crime hendiondo, se ficaram chocadinhos, sugiro adotar algum ex-presidiario”. (Sobre o Massacre do Carandiru, 2016).

“Sou Capitão do Exército, conhecia e era amigo do Coronel, sou amigo da viúva. O Coronel Carlos Brilhante Alberto Ustra recebeu a mais alta comenda do Exército, a Medalha do Pacificador, é um herói brasileiro”. (2016 – O Coronel Ustra é considerado um dos maiores símbolos da repressão e tortura da ditadura militar)

Para aqueles que andam simpatizando com as idéias do Deputado, é bom lembrar que Hitler com o nazismo e Mussolini com o fascismo que ceifaram milhões de vidas e aterrorizaram o mundo começaram assim.

Zygmunt Bauman, um famoso sociólogo e filósofo polonês, recém falecido, muito acertadamente nos alerta: “O problema não é o número crescente, em vários países, de pretendentes a regimes autoritários, mas do ainda mais rápido crescimento de seus devotos e apoiadores… Não é uma questão sobre os que querem o poder (eles sempre serão muitos, já que a demanda  popular por eles é abundante), mas sobre a ampliação da demanda pelos serviços que eles falsamente prometem, que constitui indiscutivelmente o mais perigoso dos desafios futuros”… Quem tem ouvidos que ouça!

De radicalismo, extremismo, racismo e ódio  o mundo já está cheio. O que definitivamente não precisamos é de um novo Hitler para resolver os problemas da humanidade. Depois  não adianta o “chorar o leite derramado”…

 

 

 

 

O “BOOM” DA DEMOCRACIA

democraciaPerdoem-me meus caros leitores o cacófato do título acima e mesmo o termo de baixo calão de desabafo, mas não sabemos se abunda um “boom” da democracia ou abunda uma “bunda democracia” em nosso País!

Por um lado, nunca se viu antes na história deste País, liberdade de expressão em tão alto nível. Nas ruas, nas praças, nos jornais, no rádio, na TV e na mídia eletrônica em geral, todo mundo fala livremente o que quer e do jeito que quer, sem nenhum tipo de repressão. Vozes e manifestações se elevam por todos os cantos e a impressão é que os generais passaram a entender que o povo tem pleno direito de se manifestar.

Por outro lado, infelizmente, vemos um monte de besteiras sendo espalhadas, poluindo severamente o ar. Vale a pena algumas destacar.

Jovens estudantes, manifestando-se contra uma PEC,  sem nem saber o que significa PEC ou mesmo nunca ter lido qualquer um de seus artigos, invadem escolas prejudicando milhões de outros colegas e gerando prejuízos enormes ao País. Como trainees mal treinados, apoiados por grupos extremistas, pegam microfones em cima de carros de som nas ruas e em praças públicas atrapalhando a vida do cidadão trabalhador e gritam em altos brados, como papagaios, o jargão “Fora Temer”, sem pensar que foram seus próprios pais que o colocaram na presidência em uma chapa com a presidente que foi “impichada”. Esquecem-se também  que, se o tirarem de lá, por mais que procuremos, não teremos no momento em nosso estoque de parlamentares outro líder confiável para colocar em seu lugar e a história provavelmente se repetirá.

No rol destas manifestações absurdas, alguns cidadãos menos avisados, gritam levantando faixas e pedindo a volta da ditadura militar. Mal sabem estes infelizes que se este fato acontecer (que Deus não o permita!), eles serão os primeiros a serem calados e, brutalmente, obrigados a engolirem suas faixas, sem nem poderem respirar.

No Congresso, um Deputado fascista, ex-policial, faz afirmações absurdas  que fazem Hitler e seus generais tremerem de satisfação no túmulo: “O erro da ditadura foi tortura e não matar”, “eu seria incapaz de amar um filho homossexual. Prefiro que um filho meu morra do que parecer com um bigodudo por aí”, “A PM não deveria ter matado 11, mas 1.000 (sobre o massacre de Carandiru) e outras “pérolas” mais. O pior é que aparece um monte de gente que se diz séria para o apoiar. Influenciados por esta linha fundamentalista de pensamento, reivindicam a implantação da pena de morte, como se esta trouxesse a solução. Esquecem-se os incautos e inconsequentes que, se implantada esta punição em nosso País, muitos deles seriam os primeiros a serem eletrocutados!

Uma sequência de grandes escândalos e fatos inusitados acontecem todos os dias, deixando todos estupefatos. Empresas de grande porte beiram à falência tendo seus patrimônios vilipendiados, grandes figurões provenientes dos meios políticos, públicos e privados (melhor seria dizer provenientes das “privadas”) acusados de corrupção  são presos e carregam consigo outro bando de mancomunados, figuras estranhas com discursos antidemocráticos e inflamados são eleitos fazendo promessas mirabolantes que logo nos primeiros dias de poder serão apagadas…

E assim caminha a nossa infeliz humanidade; demasiadamente humana para enxergar o “boom” da insanidade!…

 

 

 

 

QUE PENA! INFELIZMENTE É VERDADE!…

Que pena! Infelizmente, é verdade!

lula-vejaÉ verdade que um dos nossos Ex-Presidentes da República, considerado um dos maiores líderes que o Brasil já teve,  é um réu acusado pela Polícia Federal de ser chefe de uma organização criminosa, de praticar corrupção, de desviar verbas públicas e de enriquecimento ilícito.  Seu Partido, uma das maiores fontes de esperança de mudança que o País já teve, foi à bancarrota, vários assessores próximos dele já foram presos e ele próprio corre o risco de ser preso a qualquer  momento.

Vale considerar que segundo a ONG Transparência Internacional, entre 168 países do mundo, o Brasil ocupa o 76° lugar em termos de corrupção, a Dinamarca, considerado o país menos corrupto do mundo, em primeiro lugar. A pontuação varia de “0” a “100” pontos; quanto maior a pontuação, menos corrupto é o país, a Dinamarca ficou com 98 pontos, o Brasil com 38! Infelizmente, é verdade!

É verdade que o candidato a Presidência da República do maior país do mundo, com grandes possibilidades de ganhar as eleições, é um grande machista, xenófobo e racista.  trump
Falando sobre as mulheres,usando palavras do mais baixo calão, afirmou que quando você é famoso, pode fazer qualquer coisa com elas, dando explicações de como fazer sexo, inclusive com as casadas. Não satisfeito  afirmou que vai construir um muro na fronteira dos USA com o México, acusando os mexicanos que moram nos USA de drogados e estupradores. Sobre a juventude negra do país, afirmou que eles não possuem espírito e que acredita que a preguiça é realmente um traço dos negros. Alguns o comparam a um segundo Hitler…Infelizmente, é verdade!
kalilÉ verdade que o vencedor das eleições para a prefeitura de uma das maiores capitais do Brasil, um empresário de posses milionárias, tem processos na justiça por não pagar o IPTU, é acusado de dar o calote em seus empregados, disse que não gosta igreja, de padres e pastores, prefere beber whisky, que rouba mas não pede propina e que uma taça é muito melhor que mulher, porque a taça acorda calada e mulher nunca acorda calada. Qualquer semelhança com o candidato norte americano não é mera coincidência…Infelizmente é verdade!

É verdade que os escândalos com a pedofilia tomaram conta da Igreja Católica nos últimospedofilia-na-ic
tempos chegando ao ponto do Papa Francisco afirmar em entrevista que cerca de 2% dos clérigos católicos, ou um em cada 50, seriam pedófilos. Segundo o jornal La Reppublica, o pontífice disse que o abuso sexual de crianças era como uma “lepra” que infecta toda a igreja e pediu que o problema “seja confrontado com toda a severidade que demanda”. Infelizmente é verdade!

criminalidadeÉ verdade que, segundo dados do Atlas da Violência 2016, houve 59.627 homicídios no Brasil, o que o torna o campeão mundial de mortes por criminalidade. São cerca de 165 mortes por dia, 07 por hora! Em uma lista de 154 países com dados disponíveis com números compilados pelo Banco Mundial, o Brasil, estaria entre os 12 com maiores taxas de homicídios por 100 mil habitantes do mundo: 21,0 por 100 mil habitantes. Em Belo Horizonte, a taxa em 2014 foi de 30,8! Para se ter uma ideia, no Japão este índice é de 0,4, nos USA 4,2.  Infelizmente é verdade!

É verdade, é verdade, é verdade… Que pena, infelizmente é verdade!…

Deste jeito, onde vamos parar?…

 

 

 

 

 

 

A TRISTE E INCRÍVEL HISTÓRIA DO SAPO BARBUDO QUE VIROU PRÍNCIPE E SUA TRÁGICA DERROCADA

SAPOHá muito tempo atrás, em uma terra distante, tórrida e torrada pelo calor do sol escaldante, vivia à beira de uma lagoa que raramente tinha água, um jovem sapo, sonhador e cheio de ideias.
Ficava observando seus companheiros esquálidos, sedentos, famintos e esfarrapados e sonhava com uma vida melhor, mais digna e respeitosa para todos da sua comunidade. Já na sua tenra idade, conseguia enxergar que existiam sapos e príncipes e ficava pensando o que ele deveria fazer para um dia ser príncipe como alguns poucos que existiam por lá.
Um dia sua mãe resolveu partir daquelas terras em busca de uma vida melhor levando-o e a seus irmãos para “navegar em outros mares”. Com lágrimas nos olhos, partiram deixando os companheiros e a terra amada para trás. A viagem foi dura, cansativa e distante, mas enfim conseguiram chegar.
Chegando à terra prometida, o sonho de uma vida melhor não chegou tão facilmente como esperavam. Lá também, da mesma forma, existiam muitos sapos esquálidos, sedentos, famintos e esfarrapados, só que com mais príncipes, sentados em seus tronos dourados.
O tempo foi passando e ele crescendo e se desenvolvendo. Para conseguir o seu sustento e o sustento dos seus familiares, muito cedo teve que começar a batalhar. A vida ali não era igual à vida que ele tinha no lugar que anteriormente morava, onde a lagoa e a terra, apesar das dificuldades, supriam suas necessidades. Neste novo mundo, ele tinha que andar muito e se juntar a vários outros companheiros em uma fábrica para trabalhar e conseguir se sustentar. Os dias foram passando e ele começou a perceber que a vida ali era tão dura quanto a vida que tinha por lá. Percebeu também que, depois do trabalho, alguns companheiros se juntavam em um lugar fora da fábrica para discutir seus problemas e tentar solucioná-los. Curioso como era, ele um dia resolveu juntar-se a eles para ver como aquilo funcionava, quem sabe achava um caminho para sua vida melhorar.
No primeiro dia, manteve-se em um canto, só observando, meio desconfiado. No entanto, gostou muito do que viu e ouviu e decidiu que iria voltar. Nestas alturas ele já era grande e uma barba espessa tomava conta da sua cara. Pouco a pouco foi se entrosando com os novos companheiros e foi aprendendo a se manifestar. Naquele lugar tinha o canal que estava precisando para suas insatisfações desabafar. Com o tempo, aprendeu a colocar suas ideias em ordem e com uma eloquência incrível a expressá-las, reivindicando de forma entusiasmada uma vida mais digna para ele e para seus e seus companheiros de batalha. O tempo foi passando e seu discurso tornou-se contagiante, carismático; aprendeu a subir nos palanques e a falar em altos brados para a multidão que, em êxtase, o exaltava!
Ele foi crescendo, crescendo e cada dia mais sapos apareciam para vê-lo falar e juntos seus direitos reivindicar! Ele então criou um movimento estrondoso que fez muitos príncipes tremerem nas bases. Assustados com a repercussão do movimento criado, mandaram prendê-lo, mas algum tempo depois foi solto e, para desespero dos príncipes, foi aí que cresceu ainda mais! E o sapo barbudo foi crescendo tanto que de sapo foi se transformando em príncipe e com os príncipes começou a legislar, levando vários de seus companheiros para ajudá-lo. No princípio somente sentavam-se com os príncipes para negociar, mas depois foram se deixando contaminar. Alguns companheiros, fiéis aos princípios originais e assustados com o desenrolar dos fatos, discordaram e, no meio do conflito, começaram ase se debandar.
E o sapo barbudo foi se tornando cada vez maior, mais brilhante até chegar ao trono máximo do principado. Sua barba já não era tão grande e ele já se confundia perfeitamente com os demais príncipes do reinado. Ficou famoso e sua fama extrapolou os limites do reino, tornando-se um líder carismático. Vários companheiros que continuaram fieis a ele, foram também alçados ao patamar do trono, ao seu lado.
Infelizmente, nesta altura dos acontecimentos, um triste e chocante fenômeno já estava tomando conta do cenário. O dinheiro, a vaidade e a paixão pelo poder começaram a deixar o sapo-príncipe a seus companheiros obnubilados, esquecendo os princípios nobres do passado. Propinas e conluios tornaram-se comuns e passaram a fazer parte da estratégia deles para governar. No meio desta trama, alguns companheiros foram flagrados cometendo crimes inafiançáveis. Vários foram presos e perderem os seus cargos. O sapo-príncipe, de forma inacreditável, conseguiu escapar e seu principado continuar, mas sua imagem foi ficando cada vez mais contaminada.
Passaram-se os anos e o sapo-príncipe teve seus dias de principado expirados. Era o momento, aproveitando a oportunidade, de partir para uma aposentadoria e curtir os louros do passado, mas a vaidade e a fome de poder, como um visgo, não o deixaram. Arrumou, como que do nada, uma companheira de partido e forçou sua entrada para ocupar o lugar que tinha deixado. Criou una criatura e colocou-a no trono mas, no fundo, o que ele queria mesmo era continuar a governar. Os desencontros foram aumentando e a coisa foi tornando-se cada vez mais complicada e daí para frente, sua carreira foi caindo em derrocada. A companheira sentada no trono transformou-se em um verdadeiro desastre! Faltava-lhe tudo: competência, carisma e experiência para ocupar o trono máximo do principado. O sapo-príncipe tentou ajudá-la, mas era impossível, ele não tinha mais nenhuma credibilidade e nem força para transformá-la. Os podres do passado foram despontando e a fedentina começou a se espalhar por todos os lados. Um turbilhão de dinheiro desviado e surrupiado, formando como um furacão foi destruindo todo o reinado. Criador e criatura caíram em um abismo profundo provocando descontentamento e perdas de valores incalculáveis. Um certo dia, um juiz intimorato enviou alguns homens de negro e distintivo no peito para buscá-lo em sua casa. A criatura, do alto de seu trono, revoltou-se e quis ajudá-lo, tentando levá-lo para o seu lado, mas já não tinha força para tal fato. A incompetência e a corrupção tinham contaminado todo o seu principado. O poder foi caindo-lhe entre os dedos de forma irrecuperável. Num último momento, os príncipes poderosos se reuniram e arrancam-na a fórceps do trono, colocando fim ao seu reinado. Em meio a gritos de golpe, criador e criatura desceram a rampa e ainda não se sabe que rumo irão tomar.
O final da história ainda está para se contar. Só se sabe que a crença anfíbia em um mito salvador da pátria evaporou-se e perdeu-se pelo espaço. Um monte de sapos tristes ficou pelos caminhos esperando desesperançados que um dia um sapo-príncipe apareça de novo para salvá-los…

O PAPA SUBVERSIVO

PAPA FRANCISCO“Por que a Igreja católica não ordena mulheres para o execício do sacerdócio?”
“Eu também sou um pecador”.
“Não é nada ecológico, nem religiosamente correto nos reproduzirmos como coelhos”.
“Que mal há em admitirmos o fim natural de uma união matrimonial que não deu certo, nem acrescenta mais?”
“O capitalismo atual que destrói tanto a natureza quanto a vida humana, aumentando o abismo entre os ricos e os pobres é uma sutil ditadura”.
“Se Deus nos deu a vida, esse jardim do Éden, que é a terra, este planeta maravilhoso, nós também temos o dever de preservá-lo”.
“Uma advertência para toda a Igreja. Para que se volte à radicalidade do Evangelho. Este não é o tempo de uma Igreja que busque na comodidade dos salões a sua própria vantagem, uma Igreja que renuncie ao Espírito em nome do poder ou da conveniência política”.
“O episcopado não é uma honorificência, é um serviço. Jesus quis que fosse assim. Não deve haver lugar na Igreja para a mentalidade mundana que diz assim: ‘Este homem fez a carreira eclesiástica e tornou-se bispo’. Não, não, na Igreja não deve haver lugar para esta mentalidade, o episcopado é um serviço, não uma distinção para vangloriar-se. É triste quando se vê um homem que procura este cargo e faz tantas coisas para lá chegar. Quando ali chega, não serve, pavoneia-se, vive apenas para a sua vaidade”.
“Os escândalos na Igreja acontecem porque não há uma relação viva com Deus e com sua Palavra. Assim, os sacerdotes corruptos, em vez de dar o pão da vida, dão um pasto envenenado ao santo Povo de Deus.”
“A corrupção é a gangrena do povo”.
“É evidente a incoerência de quem luta contra o tráfico de animais em risco de extinção, mas fica completamente indiferente perante o tráfico de pessoas, desinteressa-se dos pobres ou procura destruir outro ser humano de que não gosta”.
“Vamos dizer sem medo: queremos uma mudança. Este sistema capitalista já não se aguenta. Os trabalhadores, as comunidades e os povos não aguentam. Nem a terra aguenta!”

Estas palavras que mais parecem originárias de um católico qualquer revoltado com os rumos que a Igreja Católica vem tomando nos últimos tempos ou de um ativista extremado, na verdade foram provenientes da boca do Papa Francisco, como afirma uma reportagem da Revista Ecológico em sua última edição de 31/07/15. A Revista insinua que o Papa é subversivo, numa alusão positiva sobre seu discurso e sobre as ações que ele vem tomando à frente da Igreja Católica. A reportagem traz, de maneira bastante elucidativa, uma síntese da Encíclica “Laudato Si” (Louvado Seja) divulgada pelo Papa no mês passado.

Subversivas ou não, o fato é que o Papa Francisco vem incomodando um monte de gente com suas atitudes e afirmações, inclusive alguns reverendíssimos representantes dentro do próprio clero. Quiçá suas santas palavras ecoem pelos ares e sejam ouvidas por todos nós, servindo de semente para o surgimento de uma nova era com mais integridade, paz, justiça, solidariedade e consciência ecológica. Que Deus ilumine seu caminho!

Para queles que se interessarem a conhecer a Encíclica “Ludato Si” em sua íntegra é só acessar o link http://w2.vatican.va/content/francesco/pt/encyclicals/documents/papa-francesco_20150524_enciclica-laudato-si.html.
É uma boa sugestão de leitura em vez de ficar se “emburrecendo” vendo a novela das oito…

VALORES E ÉTICA: EM BUSCA DE UM NOVO CONCEITO DE COMPETÊNCIA PROFISSIONAL

CHAVE IIINa década de 80 e início dos anos 90, foi disseminado nas organizações o conceito de competência, sendo entendido como o conjunto de Conhecimentos, Habilidades e Atitudes necessário para o exercício de uma função, o famoso CHA. Nos dias atuais, em meio à enorme crise ética que estamos vivendo, onde diretores de grandes organizações, além de vários políticos, estão sendo acusados e presos por problemas relacionados ao pagamento de propinas, lavagem de dinheiro e corrupção, tornou-se necessário uma visão mais ampla a respeito deste conceito. Não basta mais ter somente Conhecimento, Habilidade e Atitude, o mercado começa a buscar profissionais que tenham, além destes atributos, Valores e Ética. O CHA vem sendo substituído pelo CHAVE, o novo conceito de competência que vem batendo forte nas portas das organizações. Os executivos das grandes empresas que estão envolvidos na Operação Lava-Jato da Polícia Federal e outras paralelas, com certeza, possuíam um elevado nível de Conhecimento, de Habilidades e de Atitudes para o exercício de suas funções, eram considerados altamente competentes. No entanto, o que pode ser observado é que não era bem assim; faltaram Valores e Ética e o nível de incompetência levou-os à derrocada. Caíram na tentação, pensando que nunca seriam descobertos e apanhados e entraram em um ciclo vicioso, onde o dinheiro fácil, farto e ilícito foi falando cada vez mais alto, afundando-os sucessivamente em um mar de corrupção. Como pode ser visto, enganaram-se redondamente e estão pagando caro por isto.
Profissionais íntegros que possuem CHAVE, não vacilam diante de propostas supostamente escusas. Por mais tentadoras que sejam as quantias e as circunstâncias envolvidas, os valores e a ética falam sempre muito mais alto.
Quando penso nestes aspectos, vem-me à memória uma notícia divulgada pela mídia há alguns anos atrás, sobre um fato ocorrido com um Servidor Público de Divinópolis, no centro-oeste de Minas Gerais. Ao passar por uma agência bancária para sacar R$2,00 no caixa eletrônico, o sistema disparou e liberou para ele uma quantia em torno de R$6.000,00. Não tinha ninguém por perto, mas ele não hesitou, mesmo com muitas dívidas, seus Valores e a Ética falaram-lhe mais forte. Imediatamente, apanhou a quantia e procurou o gerente da agência para devolver o dinheiro. Por mais incrível que possa parecer, o gerente não quis receber, afirmando que não havia detectado nenhum erro nas máquinas ou na câmera de segurança. Pois bem, o nosso protagonista pegou o dinheiro, levou para casa e guardou-o no guarda-roupa do seu quarto de dormir. Pensou consigo mesmo, conforme afirmou mais tarde à imprensa, que se o dinheiro não era dele, ele não tinha o direito de gastá-lo. Após três dias, a instituição entrou em contato com ele perguntando sobre o saque e ele então apanhou o dinheiro e devolveu-o na sua totalidade, apesar das dificuldades financeiras que passava. O Servidor morava com os pais e o irmão mais velho em um bairro da periferia. A renda da família se resumia à pensão da aposentadoria do pai e ao salário mínimo do Servidor, que somavam cerca de R$700,00 na época. Certamente e infelizmente algumas pessoas dirão que ele foi um idiota, principalmente considerando o fato de que o gerente não quis receber o dinheiro de volta. Para estes e tantos outros corruptos camuflados que circulam por aí nas organizações e na sociedade, a frase proferida pelo Servidor quando entrevistado deveria servir de exemplo e mais vergonha na cara: “Não há dinheiro que pague uma consciência tranquila. Espero estar passando uma boa lição de vida para meu filho”. .
A honestidade e a integridade que resultam da falta de oportunidade para ser desonesto, não é virtude, é acaso ou oportunismo. O Servidor, na sua simplicidade, veio nos mostrar que, mesmo em situações difíceis e tentadoras, ainda existem pessoas cujos Valores e Ética falam sempre mais alto, não importa qual seja o nível de instrução do envolvido, a circunstância e a oferta. Quiçá esta lição não ficasse somente para o seu filho, mas fosse aprendida por todos aqueles que andam enlameando nosso País com uma onda crescente de vergonha e corrupção! Que a “CHAVE” predomine nas nossas organizações e na nossa sociedade abrindo cada vez mais o caminho para a construção de uma nação mais limpa, honesta e transparente.

LIDERANÇAS EMPRESARIAIS: DICAS PARA CONTORNAR A CRISE

CRISECreio não ser novidade para ninguém que estamos vivendo em plena crise e uma crise brava. Um elevado número de empresas perde seus contratos de prestação de serviços e não consegue novos contratos, o número de demissões aumenta, o desemprego cresce, a inflação sobe, o PIB cai, a corrupção toma proporções assustadoras e a falta de credibilidade aumenta. No meio deste turbilhão, as empresas se preparam para garantir a sobrevivência. Algumas, de forma imediatista e inconsequente, suspendem o cafezinho e promovem demissões em massa, sem nenhum critério ético ou profissional, e outras, de forma madura, aproveitam o momento para promover melhorias na gestão de seus processos.Em qual destas sua empresa se enquadra?
Crise no vocabulário chinês significa oportunidade de crescimento, portanto o momento é propício para avaliar o negócio e tomar as medidas necessárias para a implantação de melhorias. Durante meus mais de 30 anos de vida profissional, passei por várias crises dentro de empresas ocupando cargos de liderança e isto foi suficiente para aprender algumas importantes lições que, creio eu, merecem ser compartilhadas, portanto vejamos algumas dicas:
1-Mantenha a visão estratégica do negócio: Visão estratégica é a capacidade de visualizar a gestão do negócio no médio e longo prazo, tomando ações que gerem a sustentabilidade da organização. Portrait of a mid adult man --- Image by © Royalty-Free/CorbisTomar ações precipitadas e de baixo impacto, sem visualizar o futuro, pode gerar desmotivação entre os empregados e consequências danosas para a organização.
2-Mantenha a Visão Sistêmica do Negócio: Visão Sistêmica é a capacidade de posicionar-se no ponto de vista da organização e perceber como as várias funções são interdependentes e como uma alteração em uma delas afeta todas as demais. É preciso ter consciência de que qualquer medida tomada dentro da organização gera impacto em todas as demais, sendo assim, a demissão de um um único empregado pode impactar negativamente em toda a empresa e este impacto será tanto maior quanto menor for a falta de profissionalismo e respeito no ato VISÃO SISTÊMICAda sua demissão.
3-Trabalhe com transparência: Mantenha seus liderados bem informados sobre o contexto que sua empresa está inserida e as hipóteses a serem consideradas. Os empregados tendem a ser mais colaborativos quando são participados sobre os problemas a serem enfrentados. O desconhecimento da realidade agrava ainda mais os problemas gerados por uma crise.
4-Invista no desenvolvimento da inteligência emocional: Inteligência emocional é a capacidade de atuar com maturidade e equilíbrio na expressão de sentimentos, interesses, necessidades e expectativas frente às diferentes situações enfrentadas, principalmente diante de crises. Descarregar as tensões e as frustrações de forma violenta em cima das pessoas só gera maiores complicações. Sobretudo paciência e calma!
5-Pratique a resiliência: Resiliência é um conceito herdado da física e significa a capacidade resistir as pressões do dia a dia sem entrar em surto psicológico, sem se deformar. O exemplo metafórico mais apropriado que temos disto é a pressão exercida sobre uma bola de borracha. A bola pode ser pressionada de todas as formas e sempre retorna ao seu estado natural. Em momentos de crise as cobranças exercidas sobre as pessoas são naturalmente maiores. Pessoas que possuem um alto poder de resiliência tem maior possibilidade de sucesso.
6-Invista em criatividade e inovação: Inovação é capacidade de identificar oportunidades e conceber soluções inovadoras para oCRIATIVIDADE desenvolvimento organizacional, capacidade esta de fundamental importância nos momentos de crise. No poder de inovação dos seus liderados pode estar a resposta para os problemas da sua organização. “Se te derem um limão, faça uma caipirinha”…
PRIORIZAÇÃO7-Aprenda a priorizar: Priorizar é capacidade de identificar o grau de Gravidade, Urgência e Tendência de um problema, mantendo o foco no resultado. Para os entendidos do assunto, é só utilizar a Análise de GUT. Quem dá tiros para todos os lados, acaba errando alvo…
8-Faça uma análise do contexto: Identifique as forças e as fraquezas e as oportunidades e as ameaças a que estão sujeitas a organização. Para os entendidos do assunto, significa fazer uma boa Análise de SWOT.
9-Desenvolva um Plano de Ação no modelo 5W2H. O Plano de Ação 5W2H tem sua origem nos termos da língua inglesa que5W2H significam What-O que/Who-Quem/When-Quando/Where-Onde/Wy-Por que/How-Como/How Much-Quanto e caracteriza-se como uma excelente ferramenta para desenvolvimento de ações planejadas.
E finalmente, tenha fé, acredite! Por pior que seja uma situação, existe sempre um caminho para sua solução. Vale aqui lembrar a famosa frase atribuída a Henry Ford: “Se você acredita que pode, você pode. Se você acredita que não pode, você também tem razão”…