Posts Tagged ‘ pessoas ’

O AMBIENTE VUCA E OS 3P’S E 1S NOS MEIOS ORGANIZACIONAIS

vucaVivemos um um mundo volátil, incerto, complexo e ambíguo. A sigla VUCA (Volatility, Uncertainly, Complexity, Ambiguity) teve sua origem no meio militar norte-americano nos anos 90 e retrata de forma muito apropriada o momento em que estamos vivendo.

O termo volátil é usado na Química para designar tudo que evapora no seu estado normal com facilidade. Nos meios organizacionais, representa a velocidade das mudanças em que o mundo está envolvido. É uma verdadeira metamorfose ambulante, como dizia Raul Seixas. Lulu Santos, com maestria, reforça este pensamento na música “Como uma onda no mar”“Nada do que foi será de novo do jeito que já foi um dia, tudo passa, tudo sempre passará. Tudo que se vê não é igual ao que a gente viu há um segundo. Tudo muda o tempo todo no mundo”. Todo dia surge um novo aplicativo revolucionário, os smartphones e aparelhos eletrônicos evoluem numa velocidade espantosa, tornando obsoleto o que ontem era uma grande inovação, num ciclo interminável. Grandes empresas quebram, altos executivos com seus egos inflados, que estavam no auge da carreira são presos e, trocando o terno pelo uniforme de presidiário, são colocados atrás das grades. Políticos perdem os cargos e acompanham os executivos para a prisão após serem descobertos em um lamaçal de corrupção e falcatruas. E assim caminha a humanidade…

Incerteza é o fantasma que assola o dia a dia das empresas. A única certeza é que tudo é incerto. O “P” do Ciclo PDCA de Deming encontra dificuldades nunca antes enfrentadas para ser colocado em prática. Planejar tornou-se um desafio de proporções incomensuráveis. É cada vez mais difícil levantar cenários futuros com base em acontecimentos passados. Os famosos planejamentos estratégicos tem que ser revistos em uma periodicidade cada vez maior, com o risco de se tornarem obsoletos e levarem as organizações à autodestruição.

A complexidade é enorme. Tudo se relaciona com tudo e a dificuldade de entender como as partes se relacionam entre si e com o todo desafia as mentes brilhantes. A visão sistêmica ficou ofuscada pelo emaranhado de teias multirrelacionadas. A China desacelera a produção e o mundo inteiro sofre com força o impactos econômico-social,  gerando desemprego e pobreza. Multidões de emigrantes deixam seus países fugindo das guerras,  impactando de forma dura o bem estar e a consciência das nações desenvolvidas. Desastres ecológicos acontecem gerando consequências enormes para os meios políticos, sociais e organizacionais. Presidentes e políticos eminentes caem afetando de forma direta a estabilidade econômica e social do mundo inteiro.

A ambiguidade impera em todos os sentidos, afetando a vida dos países, das organizações e das pessoas. Afinal, o deus dos terroristas que destroem de forma cruel e covarde vidas inocentes é o mesmo deus dos cristãos e dos judeus que frequentam as igrejas e sinagogas? O grande líder político que governou por longos anos o Brasil e deixou sua economia em frangalhos era de fato um grande estadista ou uma raposa travestida de cordeiro?  A mineradora que foi premiada inúmeras vezes como “benchmark” em termos de competência organizacional, social e ambiental e foi responsável  por um dos maiores desastres ecológicos do planeta era realmente íntegra ou a sua bela missão, visão e valores era só de fachada, “green-washing”, travestindo-se de verde para obter maquiavelicamente o lucro a todo custo? Onde está a verdade?

Afinal, surge a pergunta que não quer se calar: como fazer para sobreviver em meio a este ambiente? Existe um caminho, uma estratégia a ser traçada?

Os estudos e resultados concretos já alcançados por alguns iluminados indicam que sim! O investimento estratégico nos robustos pilares dos 3P’s e do 1S  -People, Planet, Profit e Spirituality -apresenta-nos a solução.  Vejamos:3ps-1s
People: o primeiro “P” está relacionado ao ser humano. As pessoas devem estar sempre em primeiro lugar, afinal, por mais que discordem os capitalistas selvagens, a razão primeira de qualquer organização, evidentemente sem abrir mão do lucros,  deveria ser o bem estar social. Quem duvida, é bom ver o conceito de Capitalismo Social ou de Capitalismo Consciente, protagonizado por John Mackey, dono da Whole Foods, uma das maiores redes de supermercados americana. A volatilidade das mudanças permanentes, o progresso acelerado da tecnologia, a correria do dia a dia e a busca pela lucratividade não nos dá o direito de passar por cima, de forma maquiavélica, da dignidade do ser humano. É como dar um tiro no próprio pé, o feitiço vira-se contra o feiticeiro e o resultado sempre é desastroso. Com certeza, as incertezas tendem a diminuir quanto maior o investimento no desenvolvimento do ser humano.

Planet: o segundo “P” está relacionado à nossa casa maior, ao planeta. O Papa Francisco na Encíclica Laudato Si já fez o alerta. Ou nós cuidamos bem do nosso planeta ou, em um futuro não muito distante, estaremos todos fadados à autodestruição, sem direito a uma segunda chance. Os gritos desesperados da natureza já andam ecoando em altos brados pelos quatro cantos do planeta, com tremores, inundações, poluição e desastres ecológicos de elevadas proporções e consequências. Estudos recentes realizados nos USA demonstraram que o aumento do número de terremotos está diretamente ligado ao processo agressivo de extração de petróleo. É urgente que entendamos de forma consciente a complexidade do mundo moderno e como as partes se relacionam entre si e com o todo.

Profit: em terceiro lugar temos o terceiro “P”, Profit – lucro. Indiscutivelmente, é inconcebível que uma empresa não dê lucro, com o sério risco de ser enquadrada como socialmente irresponsável, mas esta não pode ser a sua razão primeira de sua existência. O grande diferencial está em entender que este lucro não pode servir para a aceleração das desigualdades sociais e da pobreza e sim para o desenvolvimento social, beneficiando a todos os stakeholders.

Spirituality – espiritualidade. Pode parecer estranho para alguns falar sobre espiritualidade dentro das empresas, mas este realmente o  maior de todos os diferencias. Espiritualidade é compreender que existe um Ser maior que governa o universo, não importa que nome se dê a ele e que este Ser inspira um sentimento maior de amor e fraternidade que move todos os seres humanos em busca de um objetivo comum. É a  “propensão humana a buscar significado para a vida por meio de conceitos que transcendem o tangível, à procura de um sentido de conexão com algo maior que si próprio” (Wikipedia). 

A volatilidade, as incertezas, a complexidade e a ambiguidade podem sim serem vencidas através do investimento permanente no desenvolvimento do ser humano, no cuidado inegociável com o nosso planeta, na busca consciente pelo lucro e na espiritualidade do ser humano. É só uma questão de acreditar e colocar estes preceitos em prática de forma estratégica, consciente e inquestionável. Quem term ouvidos que ouça…

 

Anúncios

GESTÃO DE PESSOAS E SOLUÇÕES ORGANIZACIONAIS

Não importa o tamanho da sua empresa, em qual área você atua ou qual sua formação, importa sim que você trabalha com pessoas e precisa de pessoas para desenvolver seu trabalho, qualquer que seja. Toda empresa precisa de contratar, treinar, avaliar, motivar, manter um bom clima organizacional, respeitar a legislação trabalhista, remunerar, avaliar, gerir benefícios e demitir pessoas, embora muitos dirigentes não tenham consciência da importância de uma boa gestão desses processos para sua organização. O fato é que se esses processos não forem geridos de maneira eficaz, certamente sua empresa irá arcar com pesadas consequências que impactam fortemente nos resultados e você pode não estar percebendo isso.

Você consegue contratar a pessoa certa, para o lugar certo, de forma adequada, no momento certo e  com um custo adequado para suas vagas em aberto? Seus empregados possuem as competências necessárias para gerar resultados atrativos para sua empresa? Como anda o nível de motivação dos seus empregados? Como anda o clima na sua empresa?  O salário que você paga para seus empregados é compatível com o mercado? Você possui um sistema  formal de avaliação de seus empregados? Quais os benefícios você concede para seus empregados? Você gerencia bem esses benefícios? A quantas anda o passivo trabalhista da sua empresa? Qual o índice de turnover da sua empresa?

A Cesarius oferece soluções inteligentes em termos de gestão de pessoas para você e sua empresa, com respostas práticas para todas essas perguntas.

No período de 09 a 12/12/14 estaremos desenvolvendo o CURSO DE FORMAÇÃO DE ANALISTAS DE RECURSOS HUMANOS com o objetivo de capacitar profissionais para atuarem nessa área. Além disso, a Cesarius também desenvolve vários outros cursos correlacionados e trabalha com Consultoria, Coach e apresentação de Palestras Motivacionais com conteúdos customizados para eventos institucionais. Faça contato conosco! http://www.caesarius.com.br

CESARIUS SOLUÇÕES

MULHER GRÁVIDA É CONDENADA À MORTE NO SUDÃO POR NÃO RENEGAR A FÉ CRISTÃ

MERIANA médica Meriam Ishag, grávida de oito meses,  acusada de adultério e apostasia por se casar com um marido cristão e não renegar a fé cristã, foi condenada à morte por enforcamento no Sudão. Há algum tempo atrás, fiz um comentário, aqui no meu Blog, sobre Sakineh, uma viúva iraniana, também acusada  de adultério (diga-se de passagem por trair marido morto)  e também condenada à morte, neste caso, por apedrejamento. Tudo isto é extremamente revoltante, assustador e absurdo! Em pleno século XXI, quando temos um Papa franciscano que encanta o mundo pregando a fé, o perdão e a simplicidade, quando o homem desvenda os segredos do universo e as tecnologias tomam conta da vida das pessoas, é difícil conceber que temos de conviver com selvagerias como estas, típicas da idade média, quando pessoas simples acusadas de bruxaria eram queimadas em praças públicas, por determinação da igreja e de governantes loucos da época, frente os olhares curiosos da população. Que mundo doido é este que estamos vivendo? Deste jeito, aonde vamos parar?

 

CARTA ABERTA A BHTRANS

ESTA CARTA FOI ENCAMINHADA AO DIRETOR DA BHTRANS ATRAVÉS DO SITE DA ENTIDADE E DISTRIBUÍDA AOS USUÁRIOS NO PONTO DE ÔNIBUS DA AVENIDA PRUDENTE DE MORAES. PEÇO GENTILEZA A TODOS QUE TIVEREM ACESSO REPASSAR PARA AS REDES DE CONTATOS.

LOTADO-charge bruno

Exmo. Sr. Ramon Victor César
Diretor-Presidente da BHTrans
Sou um assíduo usuário das linhas de ônibus da região central de Belo Horizonte e venho por meio desta tornar público meu protesto com relação à qualidade do transporte de passageiros desta cidade, especificamente com relação ao seguinte aspecto:
 Superlotação dos ônibus das Linhas 1170, 4106, 8103, 8101, 9101 principalmente nos horários de pico, colocando em risco a vida dos usuários.
 Ônibus circulando vazios no sentido bairro-centro nestes mesmos horários, com os letreiros escritos “Garagem”, enquanto os pontos permanecem superlotados.

Resido no Bairro Coração de Jesus e posso afirmar que o problema é recorrente diuturnamente. Alerto que várias reclamações já foram formalmente encaminhadas à BHTrans por diversas vezes e por diversos usuários e, infelizmente, o problema persiste sem nenhuma ação efetiva, o que caracteriza, sem dúvida, um forte desrespeito aos usuários. Vale ressaltar que os próprios Motoristas e Agentes de Viagem, que acabam injustamente servindo de barreira para as reclamações, se colocam claramente em concordância com as reclamações manifestadas.
Vale lembrar que o site da BHTrans estampa como Missão da instituição “Assegurar a mobilidade urbana orientada para a qualidade de vida das pessoas e o desenvolvimento sustentável de Belo Horizonte, contribuindo para a integração metropolitana”. Infelizmente sou obrigado a afirmar que, mediante estes e outros inúmeros fatos correlatos, o divulgado na Missão está muito aquém do esperado: qualidade de vida dos usuários passa muito longe da nossa realidade! Caso exista alguma dúvida de vossa parte, se me permite, sugiro, em um destes horários de pico, juntar-se a nós usuários. Tenho certeza que irá sentir na carne a razão das nossas reclamações.
Na expectativa de vossa atuação efetiva, subscrevo-me,
Júlio César Vasconcelos
Consultor Organizacional, Professor Universitário.

Belo Horizonte, Abril de 2014

 

“GESTÃO COM PESSOAS – TEMAS PARA REFLEXÃO” É DESTAQUE NA REVISTA EDUCAÇÃO E OPORTUNIDADE DO SENAC!

REVISTA SENAC 001

LIDERANÇA E QUALIDADE

Liderança e Qualidade são dois temas que estão em alta nos últimos tempos. As organizações são movidas por pessoas e pessoas precisam de líderes e de líderes que trabalhem com qualidade total: qualidade nos processos, produtos e serviços, qualidade nos relacionamentos, qualidade na comunicação, qualidade ambiental, qualidade de vida!

Se você você deseja se aprofundar no assunto procure a Caesarius (www.caesarius.com.br). A Caesarius disponibiliza permanentemente todos os meses Cursos de curta duração (15 horas) voltados para Liderança, Motivação e Desenvolvimento de Equipes e Gestão Estratégica de Qualidade. Na proxima semana, de 21 a 25/02/11, no horário de 14hs00mins às 17hs00mins, estaremos trabalhando Liderança, Motivação e Desenvolvimento de Equipes e no horário de 19hs00mis às 22hs00mins estaremos trabalhando Gestão Estratégica de Qualidade. Participe conosco e seja um líder de sucesso!

A ARTE DE FALAR EM PÚBLICO

Suor frio, dor de barriga, bambeza nas pernas e gagueira são alguns sintomas que a maioria da pessoas sente quando tem que fazer uma apresentação em público. O desafio parece enorme, mas na verdade é simplesmente uma questão de utilização de técnicas adequadas. Os profissionais que lideram ou irão liderar pessoas, trabalham como representantes comerciais, políticos, professores e outros com responsabilidades similares têm necessariamente que dominar estas técnicas. Se você está entre estes profissionais, a Caesarius tem a receita certa: o CURSO DE TÉCNICAS EFICAZES DE APRESENTAÇÃO EM PÚBLICO! PARTICIPE CONOSCO DESTE CURSO E SEJA UM EXÍMIO APRESENTADOR! (www.caesarius.com.br).