O “BOOM” DA DEMOCRACIA

democraciaPerdoem-me meus caros leitores o cacófato do título acima e mesmo o termo de baixo calão de desabafo, mas não sabemos se abunda um “boom” da democracia ou abunda uma “bunda democracia” em nosso País!

Por um lado, nunca se viu antes na história deste País, liberdade de expressão em tão alto nível. Nas ruas, nas praças, nos jornais, no rádio, na TV e na mídia eletrônica em geral, todo mundo fala livremente o que quer e do jeito que quer, sem nenhum tipo de repressão. Vozes e manifestações se elevam por todos os cantos e a impressão é que os generais passaram a entender que o povo tem pleno direito de se manifestar.

Por outro lado, infelizmente, vemos um monte de besteiras sendo espalhadas, poluindo severamente o ar. Vale a pena algumas destacar.

Jovens estudantes, manifestando-se contra uma PEC,  sem nem saber o que significa PEC ou mesmo nunca ter lido qualquer um de seus artigos, invadem escolas prejudicando milhões de outros colegas e gerando prejuízos enormes ao País. Como trainees mal treinados, apoiados por grupos extremistas, pegam microfones em cima de carros de som nas ruas e em praças públicas atrapalhando a vida do cidadão trabalhador e gritam em altos brados, como papagaios, o jargão “Fora Temer”, sem pensar que foram seus próprios pais que o colocaram na presidência em uma chapa com a presidente que foi “impichada”. Esquecem-se também  que, se o tirarem de lá, por mais que procuremos, não teremos no momento em nosso estoque de parlamentares outro líder confiável para colocar em seu lugar e a história provavelmente se repetirá.

No rol destas manifestações absurdas, alguns cidadãos menos avisados, gritam levantando faixas e pedindo a volta da ditadura militar. Mal sabem estes infelizes que se este fato acontecer (que Deus não o permita!), eles serão os primeiros a serem calados e, brutalmente, obrigados a engolirem suas faixas, sem nem poderem respirar.

No Congresso, um Deputado fascista, ex-policial, faz afirmações absurdas  que fazem Hitler e seus generais tremerem de satisfação no túmulo: “O erro da ditadura foi tortura e não matar”, “eu seria incapaz de amar um filho homossexual. Prefiro que um filho meu morra do que parecer com um bigodudo por aí”, “A PM não deveria ter matado 11, mas 1.000 (sobre o massacre de Carandiru) e outras “pérolas” mais. O pior é que aparece um monte de gente que se diz séria para o apoiar. Influenciados por esta linha fundamentalista de pensamento, reivindicam a implantação da pena de morte, como se esta trouxesse a solução. Esquecem-se os incautos e inconsequentes que, se implantada esta punição em nosso País, muitos deles seriam os primeiros a serem eletrocutados!

Uma sequência de grandes escândalos e fatos inusitados acontecem todos os dias, deixando todos estupefatos. Empresas de grande porte beiram à falência tendo seus patrimônios vilipendiados, grandes figurões provenientes dos meios políticos, públicos e privados (melhor seria dizer provenientes das “privadas”) acusados de corrupção  são presos e carregam consigo outro bando de mancomunados, figuras estranhas com discursos antidemocráticos e inflamados são eleitos fazendo promessas mirabolantes que logo nos primeiros dias de poder serão apagadas…

E assim caminha a nossa infeliz humanidade; demasiadamente humana para enxergar o “boom” da insanidade!…

 

 

 

 

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: