VIDAS CEIFADAS

DIÁRIO DE LISBOA XVIOntem, domingão, depois de quase cinco horas de estudo fechado no quarto do hotel, já na parte da tarde, meus neurônios entraram em curto-circuito e não consegui raciocinar mais nada! Empacotei-me com todos os agasalhos disponíveis e sai sem lenço e sem documento caminhando pelas frias avenidas da cidade.

Durante a caminhada, não sei por que razões, veio-me à lembrança um assunto trazido à tona durante a semana em sala de aula, na verdade uma tragédia irreparável. O caso ocorreu em 2013 envolvendo um grupo de alunos da Universidade Lusófona. Segundo constava nos noticiários da época, eles se dirigiram para uma famosa praia nas proximidades de Lisboa chamada Meco, para organizar um trote, praxe como se diz por aqui, dirigido aos calouros. Lá pelas tantas da madrugada, foram engolidos por uma onda gigantesca em frente da praia. Seis estudantes morreram afogados! A mídia chegou a afirmar que o ritual programado previa que os calouros tinham que ficar de olhos vendados de frente para o mar, com amarras nos pés, até que o líder da turma, o chamado Dux, os liberassem, mas nada disso ficou comprovado. O fato é que seis vidas foram estupidamente ceifadas! Infelizmente tragédias semelhantes a essa ainda acontecem nas nossas Universidades…

Que Deus tome conta de nossos jovens e eu vou seguindo em frente na minha caminhada…

  1. Bacana demais Julio, Parabéns!

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: