DIÁRIO DE LISBOA II: SÓCRATES, DILMA E ARISTÓTELES EM FRENTE À PRAÇA DE TOUROS!

DSC03060Acordei tarde, tomei um reforçado “pequeno almoço”, como dizem os portugueses, investi-me do meu indomável espírito de cachorro sem dono e saí andando sem rumo pelas ruas de Lisboa.
Depois de uma pequena caminhada pela Avenida da República, ladeada por casarões medievais bem conservados, deparo-me com um esplêndido conjunto arquitetônico: a Praça de Touros de Campo Pequeno, centrada pelo mais notável templo neoárabe de Lisboa. Construído em 1892, é de formato circular em tijolo maciço de face à vista, com um bem arquitetado centro comercial no subsolo. Na praça defronte, um banquinho confortável me aguardava, como a me convidar para fazer uso de sua hospitalidade. Não me fiz de rogado: sentei-me e comecei a ler um jornal local, com um gostoso solzinho da manhã ajudando meus agasalhos a combater o frio que tentava corroer meus ossos.
SOCRATESNa primeira página do jornal defronto-me com uma manchete anunciando a prisão do poderoso ex Primeiro Ministro português Sócrates, acusado de corrupção durante seu governo. Foi preso no aeroporto no último dia 22, numa operação midiática, que repercutiu no mundo inteiro. Será que vai tomar sicuta, como o filósofo homônimo da antiguidade?
Assim na terra lusitana como na terra na brasileira!…Outra manchete mostra a Presidente Dilma na cerimônia deDILMA 2 posse do novo governo. O jornal afirma que ela sabe que a corrupção e o sistema político brasileiro precisam de uma volta de 360 graus e que 2015 vai ser mais duro que os quatro últimos anos. Afirma ainda que ela sabe que não é um discurso otimista que vai por a economia a crescer de novo. Na verdade, concluo eu, de discursos bonitos e conversa fiada nós brasileiros já estamos de saco cheio! Janeiro já está aí com o acúmulo de impostos abusivos (impostos mesmo, o nome é bem apropriado!) para pagar as festas de posse, o salário dos “malufs” e nos sacanear!
Aristóteles+01Parece uma grande coincidência, mas de novo me vem à memória os ensinamentos de Aristóteles:
“O homem verdadeiramente político é aquele que estudou a virtude acima de todas as coisas (e as pratica), visto que ele deseja tornar os cidadãos homens bons e obedientes à leis. (…) é pela prática de atos justos que o homem se torna justo e sem essa prática ninguém tem sequer possibilidade de tornar-se bom. Parecem enfermos que escutam atentamente seus médicos, mas nada fazem do que lhes foi prescrito”. Quem tem ouvidos que ouça…
O bom da história é que a cada novo dia tudo se renova! E que venha a segunda-feira cheia de novidades para recomeçarmos!…

    • Aline
    • 5 janeiro, 2015

    Esse Diário promete trazer belos textos.

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: