A PRIVATIZAÇÃO DO ESPAÇO PÚBLICO

Outro dia, durante o horário noturno, tive que ir ao meu escritório na Rua dos Guajajaras, na região central de BH, atrás do Minas Centro, para atender um cliente. Para minha surpresa, ao me preparar para estacionar meu veículo em uma das vagas disponíveis em um local bem iluminado da via pública, surgiu-me, como do nada, um figurão mal encarado fazendo gestos para que facilitar minha manobra. Ao mesmo tempo, uma senhora estacionou seu veículo ao lado do meu. Assim que descemos dos nossos carros, o figurão disse que ia tomar conta do carro e pediu uma grana para o café. A senhora perguntou-lhe quanto e ele, para nossa surpresa e na maior cara dura, respondeu de imediato:

-Vinte reais, madame!

Demonstramos, eu e a senhora, nossa indignação com o tamanho do “roubo” e nos recusamos a pagar. O figurão então, de imediato reduziu o valor para quinze reais. A senhora ainda reclamou e ele acabou reduzindo para dez. Ela então tirou o dinheiro da bolsa, entregou a ele e foi-se embora. Eu insisti na minha recusa e entrei no carro para sair. Logo em seguida, com ele raivoso ainda pelas proximidades, apareceu outro figurão ainda mais estranho que ele e me pediu cinco reais, disputando com o colega a mesma atribuição de tomar conta do carro! Não consegui conter minha indignação e fui procurar outro local público para estacionar meu carro, distante do meu escritório e de onde estava. No último instante, de dentro do carro, olhei para trás e ainda pude ver os dois figurões discutindo entre si e gritando palavrões em minha direção em tons irados.

O sentimento de indignação ficou travado na garganta e não pude conter as perguntas que não quiseram se calar:

-As vias públicas agora estão privatizadas? Até quando nós dignos cidadãos que todo ano nos desdobramos para pagar IPVA, Taxa de Licenciamento, DPVAT, Taxa de Iluminação Pública, IPTU e outro monte de impostos vamos ter que conviver com abusos como estes pelas ruas centrais da Capital do Estado?

–Onde estão nossos policiais neste momento para garantir a segurança dos cidadãos, enxotando estes carniceiros desnaturados?

-Onde estão nossos dignos representantes municipais do Executivo, do Legislativo e, por que não, do Judiciário que não tomam providências para manter trancafiados estes marginais desavergonhados?

Como se já não bastasse ter que conviver com os engarrafamentos intermináveis, com os preços extorsivos dos estacionamentos pagos, com os alagamentos frequentes das vias públicas em dias de chuva, com os ônibus superlotados, ainda temos isto para suportar?!…

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: