LULA, AHMADINEJAH E A DECISÃO DO CONSELHO DE SEGURANÇA DA ONU

O Presidente Lula assinou ontem decreto do Conselho de Sgurança da ONU que impõe sanções ao Irã. O Ministro das relações Exteriores, Celso Amorin, afirmou que o Presidente não concorda com as sanções e assinou o acordo contrariado! Muito estranho este posicionamento do nosso Presidente! Dos 15 Países membros, 12 assinaram o acordo, sem qualquer tipo de restrição. Somente o Brasil e a Turquia votaram contra e o Líbano se absteve. Será que todos os outros países membros, inclusas grandes potências como Estados Unidos, Reino Unido, França, China e Rússia e seus renomados líderes estão errados  e só Presidente Lula esta certo???…

O fato lembra-me um “causo mineiro” ocorrido na época da ditadura, mas que retrata bem metaforicamente o comportamento estranho do nosso Presidente. O fato ocorreu durante o regime militar quando os estudantes eram obrigados a marchar durante as comemorações do dia 7 de setembro. Um dos estudantes, pouco privilegiado em termos de estatura, na “rabeira”, como era pejorativamente chamada a posição no final da longa fila em que ficavam os baixotes, não escutando muito bem o batido da fanfarra, batia pesadamente e de maneira errada um dos pés, totalmente destoante dos demais colegas enfileirados. Sua mãe, orgulhosamente na beira da calçada, acompanhava sorridente o desfile, com os olhos vidrados no filho todo uniformizado. Uma amiga que estava ao seu lado, educadamente sugere a ela que oriente seu filho para entrar no ritmo como os demais colegas. A mãe, imediatamente responde:

-Negativo! Todos os outros estão errados, meu filho é que está no ritmo certo!…

Dar apoio um regime sanguinário que constrói bombas atômicas para extinguir Israel do mapa, nega a existência do holocausto e condena à morte por apedrejamento em praça pública uma viúva mãe de dois filhos por trair o marido morto é no mínimo temerário…

Quem tem ouvidos que ouça! Vale a pena pensar!…

    • Maria Grinette
    • 10 dezembro, 2010

    Balela! Conversa pra boi dormir. O país dos outros é o país dos outros. Se temos negócios, vamos continuar com a diplomacia. O resto é lá com eles.

      • jcesar10
      • 10 dezembro, 2010

      Prezada Maria Grinett, boa noite!

      Difícil entender que uma representante do sexo feminino como você seja tão cruel em achar normal tamanha crueldade! Apedrejar uma mulher em praça pública por que traiu o marido morto!…Tenho pena das pessoas que convivem com você…

      Júlio

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: