METAS SMART: TRANSFORMANDO SONHOS EM REALIDADE

Recentemente durante uma aula, onde sou professor da Disciplina Gestão Estratégica de Qualidade em um Curso de Engenharia de Produção, cujo tema de estudo era metas, pedi aos meus alunos, utilizando a metodologia andragógico-socrática, que me descrevessem alguns de seus sonhos. A oportunidade foi extremamente propícia e não se fizeram de rogados, surgindo então os mais variados devaneios, entremeados de uma série de objetivos factíveis. Entre eles, alguns sonhavam em ganhar na mega-sena, outros em comprar um BMW, outros em conseguir um bom emprego e ainda outros em conseguir a graduação no final do curso e uma promoção no trabalho. O objetivo do exercício era disponibilizar para os alunos uma ferramenta eficaz de transformação de sonhos em realidade, resgatando o pensamento de que o sábio sonha com a cabeça nas nuvens, mas mantêm sempre os pés no chão. A ferramenta eficaz em questão é denominada Metas SMART e foi, de maneira muito interativa, assimilada pelos alunos. Seu conceito vale a pena ser compartilhado.

O nome SMART representa uma sigla cujos termos são provenientes da língua inglesa. O “S” vem do termo “specifical” ou específica, em uma tradução para a língua portuguesa. Significa que a meta deve ser bem caracterizada, em termos de definição exata do que se deseja alcançar. Sendo assim, se utilizarmos o exemplo da meta “conseguir um emprego”, é preciso defini-la com clareza, descrevendo a área de trabalho pretendida, o cargo a ser ocupado, o local ou região de trabalho e o tipo de organização. Nestes termos, poderíamos, por exemplo, definir a meta como: Conseguir um emprego na área de engenharia, como Supervisor de Produção, na região metropolitana de Belo Horizonte em uma empresa de pequeno, médio ou grande porte. Evidentemente, vale observar que, normalmente, quanto maior a especificidade da meta, menor as possibilidades de atingi-la, visto que diminui o número de possibilidades.

A segunda letra do nome, o “M”, vem do termo “mensurable”, ou seja, mensurável, em português. Mensurável significa aquilo que pode ser medido, em termos de tempo, quantidade, percentual, litros, metros, quilogramas etc. Portanto, no caso da meta de emprego citada, seria necessário definir-se em quanto tempo, ou seja, em quantos dias, meses ou anos a meta seria alcançada.

A terceira letra, o “A”, tem origem no termo “attainabe”, isto é, atingível. Isto significa que a meta tem que ser alcançável, não pode ser algo extremamente difícil, acima da capacidade ou das competências do indivíduo, caso contrário ela desmotiva e/ou gera um estresse excessivo, causando sérios problemas para o envolvido. É o caso típico de alguns profissionais desempregados sem a mínima estruturação que, na ânsia de recolocação no mercado de trabalho, insistem na meta de conseguir um emprego “para ontem” e acabam se perdendo na vala comum dos desesperados. Estudos desenvolvidos nesta área demonstram que o prazo normal para se conseguir um emprego nos dias atuais gira em torno de seis a nove meses. Pode-se ainda considerar o caso de desempregados, sem o mínimo de experiência e escolaridade, que almejam conseguir um emprego onde exerçam um cargo de gerência ou direção. Mais um para engrossar a extensa lista dos sem trabalho. 

O “R”, na quarta posição do nome, representa o termo “relevant”, ou seja, relevante em português. Entende-se com isto que a meta, em oposição ao preceito anterior, tem que ser desafiadora. Não pode ser muito fácil, por que, em contrapartida, gera descrédito, descomprometimento, brincadeira. Conseguir um emprego no prazo de dez anos pode ser uma meta não relevante para um profissional recém-formado que busca uma colocação no mercado de trabalho.

Finalmente, a última letra, o “T”, vem do termo inglês “timely”, ou seja, definida temporalmente na linha do tempo, respondendo à pergunta: “quando eu pretendo atingir esta meta?”.  

Pois bem, aproveitando o exemplo citado, para um desempregado da área de engenharia, residente em Minas Gerais, que busca uma recolocação no mercado de trabalho segundo o conceito SMART, uma descrição razoável seria: “Conseguir um emprego na área de engenharia de produção, ocupando um cargo de supervisão, em uma empresa de pequeno, médio ou grande porte, no estado de Minas Gerais, até dezembro de 2010”.

Importante observar que os cinco conceitos SMART estão visceralmente interligados; a falta de qualquer um deles compromete frontalmente o alcance da meta. Importante também considerar que, um bom Plano de Ação, segundo a metodologia “5W2H” (What/O quê, Who/Quem, When/Quando, Where/Onde, Why/Por quê, How/Como, How Much/Quanto) é ferramenta indispensável para execução da Meta SMART, mas este já é um tema para um próximo artigo.  

Todo ser humano possui um sonho, por mais simples que ele seja. Portanto, se você quer transformar o seu sonho em realidade, seja SMART, que por feliz coincidência, é um termo da língua inglesa que significa inteligente, esperto. Faça parte deste time!

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: