INCOMPETÊNCIA NA DOCÊNCIA: A FALTA DO CHÁ

São famosos e odiados pelos alunos nos meios universitários os professores-doutores, vulgarmente conhecidos como “PHDeuses”, que possuem diplomas e mais diplomas e no entanto não conseguem se fazer entender nem mesmo pelos mais inteligentes dos alunos em sala de aula. Despejam discursos prolixos em cima dos alunos durante as aulas, elaboram provas apelidadas de “rombudas” nos meios acadêmicos, com questões estrambóticas que nem eles mesmos conseguem resolver, e se julgam os tais de cima dos seus pódios-tablados!

O problema, que eles não conseguem entender apesar dos inúmeros diplomas, está relacionado ao conceito de competência e do famoso CHA, que é o conjunto de Conhecimentos (representado pela letra C), Habilidades (representado pela letra H) e Atitudes representado pela letra A) de um profissional, qualquer que seja. Na falta de qualquer um destes componentes, o profissional pode ser considerado um incompetente no exercício da sua função, independentemente da quantidade de diplomas que possua, ou mesmo dos cabelos brancos que porventura coroem sua cabeça. Na verdade, não se discute o nível de conhecimento destes profissionais; neste aspecto eles realmente possuem elevada expertise. O problema está nos outros dois fatores: habilidades e atitudes.

Vejamos então o que é habilidade. O velho e procurado Aurélio nos ensina que é a capacidade daquele que sabe fazer; que executa com agilidade e eficiência. Percebe-se com clareza , portanto, que este não é um atributo destes nossos referidos docentes. Eles não sabem como repassar seus conhecimentos para os seus alunos e muito menos possuem agilidade ou eficiência no exercício da função. Para comprovar, basta perguntar aos seus alunos ou ver os resultados assustadores das notas das provas nos finais de períodos.

Se falta-lhes habilidades, muito mais falta-lhes atitudes, pelo menos atitudes coerentes e eficazes relacionadas aos seus níveis de conhecimento. Em contrapartida, transborda-lhes atitudes antéticas, desrespeitosas e sádicas. Quanto piores as notas dos alunos e maiores as reprovações, mais realizados eles se sentem. Sentam-se no Olimpo e sentem-se verdadeiros deuses do saber, onde os simples mortais não conseguem chegar! Pobres e infelizes são seus alunos! Viram as noites em cima dos livros em um “decoreba” sem fim e depois recebem um atestado de burros por não conseguirem responder ou resolver as questões conforme o beabá que consta nos livros dos grandes senhores feudais.

É urgente que seja reavaliado o perfil dos profissionais docentes das faculdades. Não basta ter uma enciclopédia na cabeça e não conseguir repassar conceitos elementares para quem senta nos bancos escolares. Certas universidades que se consideram verdadeiras estrelas acadêmicas precisam urgentemente rever sua maneira de ensinar. O conceito de andragogia e a filosofia de Paulo Freire, se é que pelo menos eles ouviram falar sobre isto, precisam ser colocados em prática. Os jovens que ingressam nas faculdades não são mais crianças e precisam ser respeitados e melhores preparados. O mercado de trabalho não suporta mais receber doutorezinhos soberbos que se formam forjados em um sistema de ensino ultrapassado e entram nas empresas com mil fórmulas e teorias na cabeça e muito pouco ou nenhum respeito aos colegas de trabalho e, pior ainda, aos seus subordinados.

    • Alice
    • 30 novembro, 2009

    Parece que você ta falando de alguns dos meus professores. Final de semestre chegando e vejo que em algumas matérias eu não aprendi quase nada. Os “doutores” ficam com um monte de teoria que eu não sei aonde vou aplicar…

      • jcesar10
      • 2 dezembro, 2009

      Alice, não esquenta não! No final, depois que eles tiverem com o ego massageado, do alto do poder eles relaxam e concedem “indultos” aos humildes servos-alunos e quase todos são aprovados…

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: