JUIZADO-TARTARUGA

JUSTIÇAComo se não bastasse a onda de roubalheira que infesta o nosso País, a impunidade também anda a passos largos nos patamares da Justiça. É lamentável a inepcia e a morosidade que toma conta dos tribunais.

No dia 11 de julho de 2007, enquanto me dirigia para uma entrevista de emprego, trafegando com meu veículo por uma via preferencial, tive o carro fortemente abalroado por um maluco dirigindo um micro-ônibus que invadiu um cruzamento em “T”. Infelizmente, como era de se esperar, o maluco, com medo de perder o emprego, não quiz assumir a “merda” que fez. Ironicamente, afirmava que o culpado era eu! Depois do tradicional bate-boca, fomos parar na Delegacia Policial, para lavrar o Boletim de Ocorrência. Para complicar, depois de muito esperar, tive que, com muito jeito, orientar o milico de plantão, visto que redação não era o seu forte. Conclusão, além de perder a entrevista de emprego, quase perco a formatura de graduação da minha filha que se formava em Psicologia, justamente naquele dia!

Como precisava do véiculo, apesar de desempregado, fiz vários orçamentos, escolhi o mais “em conta”, enfiei a mão no bolso e mandei arrumar. Inconformado com a situação, resolvi dar entrada no Juizado de Pequenas Causas, buscando o ressarcimento. Idealista que sou, pensei que, diante de fato tão obvio, a justiça rapidamente seria feita! Ledo engano!

Pois bem, depois de quase dois anos, após ter que arrumar um advogado a preço de ouro e um  monte de papelada, fui convocado para a sexta audiência na semana passada e ainda sem qualquer resultado. Uma nova entrevista foi marcada para novembro! As testemunhas dos acusados não aparecem, os rábulas de defesa insistem na presença delas e a Meretíssima Juíza não tem competência e coragem bastante para tomar uma decisão, empurrando o “imbroglio” com a barriga até Deus sabe quando!

 Quanto tempo desperdiçado, quanto dinheiro perdido por uma causa tão elementar! Coincidentemente O Bom dia Brasil! de hoje noticiou que um ex-banqueiro americano acusado de ter montado um dos maiores esquemas de fraude na história dos Estados Unidos, Bernad Madoff, de 71 anos foi condenado a 150 anos de prisão e prisão fechada, sem direito a liminar!

É realmente para pensar! Se com pequenas causas (elementares) não conseguimos decolar, quanto mais com as grandes!  Afinal de contas, quanto vale a Justiça no nosso País! … Infelizmente, como diria um jornalista grande amigo meu, do jeito que está, não chega nem às raias do R$1,99!…

    • ALINE VASCONCELOS
    • 21 julho, 2009

    Oi gatinho,

    Amei seus artigos. Sou sua tiete.

    Beijos,

    Eu

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: